Estradas no Ceará têm sete mortes em 50 acidentes no feriadão de Nossa Senhora Aparecida – Rádio Asa Branca 99,5 – A Rádio de Boa Viagem

Estradas no Ceará têm sete mortes em 50 acidentes no feriadão de Nossa Senhora Aparecida

As  rodovias estaduais e federais do Ceará apresentaram um total de sete mortes, em 50 acidentes, no feriado prolongado de Nossa Senhora Aparecida – entre 0h da última sexta-feira (9) e o fim da noite da segunda-feira (12), conforme dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar do Ceará (PMCE), através do Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE), divulgados nesta terça-feira (13).

O BPRE registrou 26 acidentes nas rodovias estaduais, com quatro mortes (sendo três motociclistas). De acordo com o comandante do Batalhão, tenente-coronel Holanda, o saldo positivo. “Nas estradas estaduais, o feriadão foi considerado positivo pela PRE, o número de acidentes caiu [comparado ao feriado passado], assim como o número de pessoas que morreram em decorrência desses acidentes”, declara o Coronel.

“Resolvemos posicionar o nosso efetivo em locais estratégicos, de acordo com dados estatísticos do nosso batalhão preocupados com a acidentalidade. E procuramos, através disso, aumentar a sensação de segurança da população durante seu trajeto até seu destino, e com isso minimizar os acidentes. Para nossa felicidade, tivemos uma redução desses índices de acidentes em torno de 16%, em relação ao 7 de Setembro”, explica Holanda.

Quanto às rodovias federais, foram contabilizados 24 acidentes onde 30 pessoas ficaram feridas e três morreram, segundo a PRF. Comparado ao feriado anterior, houve um aumento de 9% em comparação com o último feriadão, em setembro, que contabilizou 22 acidentes. Porém, o número de mortes continua o mesmo.

A operação da PRF fiscalizou 6.400 pessoas e 7.300 veículos, e foram registradas 1.919 infrações. O número de ultrapassagens proibidas chamou atenção durante esse feriado, 380, apesar de menos registros do que o feriado passado, 471). Levando em consideração as 96 horas de operação, foram cerca de 4 ultrapassagens proibidas por hora, nas BR’s.

Infrações por alcoolemia crescem nas estradas estaduais  

De acordo com o BPRE, a principal preocupação foi quanto ao crime de embriaguez no volante. Foram feitos seis flagrantes de alcoolemia grave, considerada crime, nas estradas estaduais. Já nas rodovias federais, de acordo com a PRF, três motoristas foram presos pelo mesmo crime.

Segundo o tenente-coronel Holanda, o salto no registro de infrações por alcoolemia necessita de atenção. “O que nos preocupou foi a situação de alcoolemia, que a gente também trabalha pontuando operações nesse sentido, para combater condutor de veículos que insistem em dirigir sob efeito de álcool. Nesse grande feriadão tivemos seis flagrantes com base no Artigo 306, do Código de Trânsito Brasileiro, que é justamente aquele condutor que dirige sob efeito do álcool e quando é feita a aferição, o álcool deu acima de 0.33mg/l”, aponta.

Nas rodovias federais, além dos três motoristas presos em razão do crime de embriaguez no trânsito, outros 15 foram autuados por embriaguez e 142 testes de alcoolemia foram feitos.

“Ainda precisamos trabalhar muito isso, essa parte da conscientização, da educação para o trânsito, que é muito importante”, conclui Holanda

 

Sistema Asa Branca de Comunicação

FONTE: Diário do Nordeste