Fortaleza vence Clássico-Rei com gol nos acréscimos no 1º jogo da final do Cearense – Rádio Asa Branca 99,5 – A Rádio de Boa Viagem

Fortaleza vence Clássico-Rei com gol nos acréscimos no 1º jogo da final do Cearense

Fortaleza venceu o Ceará por 2 a 1 nesta quarta-feira (30) pelo 1º jogo da final do Campeonato Cearense, na Arena Castelão. Tinga marcou o gol da vitória nos acréscimos do segundo tempo após Bruno Melo (35′) e Rafael Sóbis (50′) marcarem no 1º tempo. O Leão pode perder por um gol de diferença no 2º jogo para garantir o título.

O jogo

O Clássico começou com peças diferentes em campo: Guto Ferreira começou com Fabinho titular no Vovô na vaga de Ricardinho enquanto Rogério Ceni optou por Ronald compondo o lado direito do 4-4-2 tricolor, sacando Wellington Paulista.

Desde o minuto inicial, muito movimentação, principalmente alvinegra. O time mandante pressionava a saída de bola do Leão sobre Felipe e Juninho, com Sobral e Leandro Carvalho voltando para segurar os avanços dos laterais oponentes. Sóbis flutuava no comando do ataque, dando opção pelas pontas.

Na 1ª chegada de maior perigo, Vina fez boa jogada pela esquerda da área e tocou para Sobral, que driblou o marcador e finalizou fraco, fácil para o goleiro Felipe Alves segurar aos 10 minutos.

Aos 17, Romarinho finaliza dentro da área e chute é bloqueado por Samuel Xavier. Na sobra, Juninho enche o pé de fora da área, mas erra o alvo.

O Fortaleza voltou a dominar a posse e rondar a área alvinegra, bem resguardada por Luiz Otávio e por Tiago Pagnussat. Porém, aos 35 minutos, a defesa seria vazada pelo alto.

Juninho cobrou escanteio pela esquerda e Bruno Melo infiltrou para cabecear contra a meta de Prass e abrir o placar. Infelizmente, o lance envolveu choque de cabeças entre o lateral tricolor com o alvinegro, Bruno Pacheco. Os dois caíram no gramado, sangrando, e logo foram atendidos.

Enquanto Bruno Pacheco levantou após alguns minutos, Bruno Melo foi imobilizado e levado de ambulância para um hospital, seguindo protocolo estabelecido para casos de pancada na cabeça. Os dois jogadores foram substituídos.

Os 7 minutos para atendimento aos atletas foram acrescentados aos acréscimos, quando o Vovô chegou ao empate no minuto 50. Alyson, lateral esquerdo que havia acabado de entrar, recebeu passe pela esquerda na área e achou Sóbis em boa posição na pequena área. O camisa 11 tocou tranquilo contra as redes do Fortaleza, igualando o placar.

O 2º tempo começou com mudanças no lado tricolor: Tinga e Yuri César entraram nas vagas de Felipe e de Osvaldo, seguidos de Fragapane e de W. Paulista, que aumentaram o ritmo do Fortaleza no ataque. Em um lance em que Tiago tocou no camisa 9 adversário, os atletas do Leão pediram pênalti, mas o VAR foi acionado e foi marcada falta de ataque.

Nos acréscimos, outro lance de bola aérea definiu o jogo. A bola sobrou na área após cruzamento para Tinga, que encheu o pé para balançar as redes alvinegras aos 46 minutos e decretar o triunfo tricolor na partida.

O Fortaleza joga por dois resultados equivalentes na decisão do Estadual e pode perder por até um gol de diferença na 2ª partida, que ocorre no Castelão no dia 21 de outubro, às 21h30.

 

 

Sistema Asa Branca de Comunicação, via DN.