Sete pessoas são executadas na Zona Rural de Ibaretama – Rádio Asa Branca 99,5 – A Rádio de Boa Viagem

Sete pessoas são executadas na Zona Rural de Ibaretama

 Um total de 07 pessoas pessoas foram mortas em uma chacina no distrito de Pedra e Cal, zona rural da cidade de Ibaretama, no Sertão Central. Entre as vítimas está uma criança com idade ainda não revelada e uma mulher. As demais vítimas seriam cinco homens, entre eles, dois adolescentes de 15 e 17 anos. O Portal Revista Central confirmou o fato com uma fonte da Polícia Civil. Equipes realizam buscas no local para localizar os autores do crime.

O delegado regional e o delegado plantonista da Delegacia Regional de Polícia Civil de Quixadá (DRPC) estão no local. Cerca de 20 policiais realizam um trabalho de buscas na região, conforme apurado pelo Portal. Equipes do Comando Tátido Rural (Cotar) e uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) participam da operação montada para encontrar os suspeitos.

A Polícia ainda trabalha no levantamento das informações que possam revelar como o crime teria ocorrido. Uma das versões detalha que os criminosos chegaram na residência, por volta de três da madrugada, se passando por policiais. Ao entrarem, abriram fogo e mataram as sete pessoas. Em áudios de whatszapp, moradores da região detalham que a criança dormia na sala e ao ser atingida pelos disparos também morreu. Na atualização desta manhã, o jornal Diário do Nordeste informou, após apurar junto a Delegacia de Quixadá, que os homens teriam sido vistos na comunidade encapuzados. A versão destacada pelo jornal é que os suspeitos entraram na casa pelos fundos,  e não disfarçados de policiais

A identificação das vítimas ainda não foi revelada, mas as primeiras informações apontam que quase todos pertencem a uma mesma família. A principal linha de investigação da Polícia é que o crime seja motivado pelo acerto de contas de facções criminosas. A Polícia apura a informação de que a chacina já teria sido anunciada pelas facções que dominam a área.

O local onde ocorreu o crime está preservado para o trabalho da Perícia. Equipes foram enviadas ao local para realizar os levantamentos. Após concluído, o trabalho pericial deverá revelar como teria sido a invasão à residência que culminou na chacina. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) informou em nota divulgada à imprensa que equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estão no local, junto de equipes do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul. (DPI-Sul).

A região do distrito de Pedra e Cal vive a mercê do medo. O local é bastante conhecido pelos índices de violência. Moradores não comentam ou falam com a imprensa ou a polícia com medo de retaliações. Para se ter ideia, populares não saem às ruas após às 17 horas. Uma missa que seria realizada às 19 horas nesta quarta-feira foi antecipada para mais cedo, temendo pela segurança dos fiéis.

 

 

Sistema Asa Branca de Comunicação

FONTE: Revista Central